Nesse artigo você vai conhecer mais sobre Quem tem endometriose pode engravidar naturalmente? espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Saúde. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

Sem dúvida alguma, essa é a maior indagação que as mulheres possuem em relação a endometriose. A grande maioria acredita que não há essa chance e que não poderão engravidar normalmente.

A endometriose é uma doença ginecológica crônica, da qual se caracteriza pelo surgimento do tecido endometrial em outros locais fora do útero, crescendo em regiões diferentes como membrana que recobre a pélvis, ovários, trompas, intestino, reto e bexiga.

Estima-se que a grande maioria das mulheres tenham essa doença sem saber, algumas vezes só são identificados quando existe a presença de outras doenças associadas, como a presença de ovários policísticos.

Sintomas

Essa doença pode ser assintomática e não apresentar sintomas, assim como podem ocorrer sintomas associado a endometriose, tais como:
⦁ Cólicas muito fortes ou intensas
⦁ Fluxo menstrual intenso e em grande quantidade, gerando hemorragia
⦁ Grande duração quanto ao período de sangramento
⦁ Dor ao evacuar
⦁ Dores abdominais ou cólicas após a realização de atividades físicas e relações sexuais
⦁ Dificuldades para engravidar

Tratamento

Normalmente o tratamento da endometriose pode ser realizado através do uso de pílulas anticoncepcionais orientado por um médico ginecologista.

Entretanto, para quem deseja engravidar o método escolhido para tratamento deverá ser feito por um médico obstetra especialista, é ele quem irá estudar seu caso e verificar o que é necessário de acordo com o que seus exames apresentam, assim pode ser adotado o uso de medicamentos orais para controlar o ciclo, suplementos hormonais para reposição de hormônios e até mesmo a fertilização in vitro.

Assim como muitas vezes acaba sendo necessário a retirada desse tecido do endométrio (a endometriose) através de uma cirurgia por via laparoscópica. Dando importância para preservação do útero, trompas e ovários.

Por meio deste procedimento o índice de fertilidade pode ser aumentado, se tornando mais fácil engravidar. Nesses casos em que há cirurgia a cura da doença é realizada.

Quem tem endometriose pode engravidar naturalmente?

É claro que essa doença dificulta a gravidez, muitas vezes para engravidar as mulheres terão a necessidade de fazer um tratamento.

Entretanto, quem tem endometriose pode engravidar naturalmente também.

Pois mesmo que a endometriose complique ou dificulte a gestação, se as trompas e útero não estiverem completamente comprometidos existe uma grande possibilidade de engravidar por meios naturais, sem a necessidade de tratamento.

Pode ser que demore, todavia, até mesmo em casos dos quais não existem nenhuma complicação, o tempo para engravidar pode ser muito longo.

Portanto, quem tem endometriose pode engravidar naturalmente, basta ter paciência e cuidar da saúde ao máximo, afim de possibilitar uma melhora em relação a endometriose, sendo possível assim engravidar naturalmente.

Em todo caso, quem não conseguir engravidar naturalmente não deve se desesperar, pois existem cada vez mais tratamentos recomendados para facilitar a possibilidade de engravidar.

Procure um médico especialista que irá analisar o seu caso e lhe indicar a melhor opção para engravidar, recomendando tratamentos específicos de acordo com os níveis de gravidade da endometriose, possibilitando assim que a gestação venha a ser realizada mesmo em casas de endometriose profunda.

Em geral, são utilizados medicamentos para controlar a dor e impedir que a endometriose avance, mas o tratamento mais indicado deve levar em consideração a idade da paciente, a gravidade dos sintomas e se a mulher deseja ter filhos.

Para fazer a prevenção da Endometriose, a pílula anticoncepcional é uma aliada. A administração do tratamento hormonal pode retardar ou impedir o aparecimento da doença. Um médico ginecologista deve ser procurado para iniciar o uso de pílulas.