Nesse artigo você vai conhecer mais sobre Implante Contraceptivo espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Saúde. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

Será que o implante contraceptivo oferece vantagens em relação aos métodos de barreira comuns?

Chamado por alguns como “chip da beleza” por conta dos benefícios que traz, o implante contraceptivo ainda é pouco conhecido pela maioria das mulheres, pois geralmente grande parte delas já estão habituadas a usarem a pílula anticoncepcional.

Porém, quando a pílula anticoncepcional já não oferece tanta segurança e eficácia ou quando seus efeitos colaterais começam a superar seus benefícios, as mulheres tendem a procurar por outros métodos, como: o implante contraceptivo.

Como o implante contraceptivo funciona?

Duas das versões desse implante seriam: um bastonete (haste flexível) com 4 cm de comprimento e 2 mm de diâmetro e a outra como um “chip” tão pequeno quanto um grão de alpiste. As duas versões atuam basicamente da mesma maneira, liberando gradualmente os hormônios através da corrente sanguínea inibindo a ovulação e alterando o muco cervical, impedindo a gravidez.

A primeira versão se assemelha a um palito de fósforo e é aplicado de forma subcutânea na pele do braço por um profissional capacitado da saúde, este bastonete é basicamente uma cápsula flexível de silicone que aos poucos libera o hormônio(etonogestrel) e pode durar até três anos, sua aplicação é rápida, costuma ser feita em até dez minutos E após a anestesia local ser realizada o implante é inserido através de um aplicador descartável, de forma indolor. É aplicado tão superficialmente que pode ser palpável.

Já a segunda versão não precisa de anestesia local devido ao seu tamanho e por ser facilmente absorvido pelo corpo, funciona como pequenos cristais que ao se dissiparem liberam os hormônios, esse tipo de implante é tão imperceptível que até mesmo as radiografias não detectam o chip, ele dura até seis meses.

 

👨‍👩‍👧 O QUE DEVO FAZER PARA SER MÃE ?
Saiba tudo nesse Link: 👉 CLIQUE AQUI

 

Quais as vantagens do Implante Contraceptivo?

O implante contraceptivo é um ótimo aliado na prevenção a gravidez, pois esse método permite uma segurança maior, já que sua eficácia não depende da responsabilidade da usuária, que ao usar as pílulas anticoncepcionais deve se lembrar de ingerir os comprimidos todos os dias no mesmo horário para garantir seu efeito.

O implante contraceptivo chega a ser mais eficaz que a laqueadura, além disso, ele dura até três anos sem que a usuária tenha a necessidade de trocar, é reversível e discreto, a qualquer momento a usuária pode voltar ao médico para que ele retire o implante e o retorno da fertilidade é imediato, previne a gravidez ectópica, e pode ser usado durante a amamentação, logo após o parto também.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) sua eficácia é tão grande que somente cinco em cada dez mil mulheres podem engravidar acidentalmente com seu uso.

Como a composição do implante não possui o estrogênio como hormônio, ele pode até mesmo ser usado por pessoas hipertensas, fumantes e diabéticas.

A maioria das mulheres que usam o implante contraceptivo afirmam que obtiveram benefícios, como: aumento da disposição, redução da celulite, diminuição da cólica e TPM, cabelos mais saudáveis e pele menos oleosa.

Quais as desvantagens?

Apesar de ter inúmeros benefícios, como todo medicamento o implante contraceptivo também apresenta efeitos colaterais, dentre eles podemos destacar: acne, dor nas mamas, amenorreia, aumento de peso, diminui a libido, cefaleia, dor no local do implante, alterações no humor, tonturas, queda de cabelo, voz grossa, aumento de pelos e náuseas.

Seu uso não é aconselhado para pessoas que tenham: câncer, icterícia e trombose.

Quanto custa?

O custo do procedimento varia entre R$900,00 a R$6.000,00. O implante contraceptivo deve ser recomendado somente por um médico ginecologista, que irá avaliar a usuária e aconselhar corretamente.