Nesse artigo você vai conhecer mais sobre Hormônio Prolactina, espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Saúde. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

O que e Hormônio Prolactina ?

O hormônio prolactina é o que afeta muitos hormônios diferentes no corpo. Presente em homens e mulheres, raramente causa problemas, mas aqueles que são sérios sobre sua saúde devem entender o que é e como isso afeta a saúde e o bem-estar geral do corpo.

Hormônio Prolactina, como o próprio nome indica, é um hormônio que promove a lactação (produção de leite materno) em mamíferos e é responsável por uma série de outras funções e sistemas. A prolactina é criada na porção anterior da glândula pituitária no cérebro, bem como no útero, no cérebro, nas mamas, na próstata, no tecido adiposo, na pele e nas células imunológicas.

O que a Prolactina faz?

A prolactina é liberada quando um bebê recém-nascido mamar no seio de sua mãe, causando a produção de leite. No entanto, este é apenas o objetivo principal e mais conhecido da prolactina.

A função da prolactina ainda está sendo estudada, mas a pesquisa parece mostrar uma variedade de propósitos para esse hormônio. Por exemplo, também regula o comportamento, o sistema imunológico, o metabolismo, os sistemas reprodutivos e muitos fluidos corporais diferentes. Isso faz com que seja um hormônio crucial para a saúde e bem-estar geral, tanto para homens quanto para mulheres.

A produção do hormônio prolactina é controlada por dois hormônios principais: dopamina e estrogênio. Esses hormônios enviam uma mensagem para a glândula pituitária, indicando principalmente se devem iniciar ou cessar a produção de prolactina. A dopamina restringe a produção de prolactina, enquanto o estrogênio a aumenta.

 

Problemas possíveis com a produção de prolactina

Para a maioria das pessoas, a prolactina faz o seu trabalho sem problemas, e poucos estão conscientes do impacto que isso tem na sua saúde. No entanto, algumas pessoas podem lutar com a prolactina alterada, o que pode causar uma variedade de problemas.

Excesso de prolactina no sangue causa hiperprolactinemia , uma condição que pode levar a distúrbios menstruais, deficiência de estrogênio e deficiência de testosterona. Altos níveis de prolactina também podem causar lactação indesejada. Isso geralmente ocorre durante a gravidez ou quando a tireóide não está funcionando corretamente. 

Os tumores hipofisários, conhecidos como prolactinomas, e medicamentos que reduzem a dopamina também podem levar ao aumento dos níveis de prolactina. Altos níveis de prolactina estão ligados a problemas sexuais. Algumas dessas condições podem ser tratadas com medicamentos que imitam a ação da dopamina.

Também é possível ter pouca prolactina, uma condição conhecida como hipoprolactinemia. Isso é extremamente raro, mas pode ocorrer se as pessoas tiverem hipófise sub-ativa. Isso é comumente notado em mulheres após a gravidez que não são capazes de produzir leite suficiente. 

Nenhum outro efeito de saúde comprovado dos baixos níveis de prolactina foi observado. A pesquisa está em andamento para determinar se aqueles com baixos níveis de prolactina sofrem uma redução nas respostas do sistema imunológico.

 

Perguntas para perguntar ao seu médico

Se tiver dúvidas sobre as funções da prolactina ou os níveis de prolactina no seu corpo, fale com o seu médico. Algumas perguntas comuns podem incluir:

  • A prolactina afeta minha capacidade de produzir leite?
  • Como posso aumentar ou diminuir meus níveis de prolactina?
  • Quais são as preocupações que envolvem a prolactina?
  • Como posso monitorar os níveis de prolactina?

A prolactina é um hormônio importante, embora nem sempre bem conhecido. Assuma o controle de sua saúde, entendendo seus hormônios e como eles afetam você.