Nesse artigo você vai conhecer mais sobre Quais os sintomas de ansiedade na gravidez? espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Saúde. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

Sabemos que na gestação a ansiedade aumenta, a cada fase ficamos mais ansiosas, desde a descoberta da gravidez, passamos pela fase em que ansiamos descobrir o sexo do bebê, e ficamos aflitas pela escolha do nome, quando chega à reta final, então. Não vemos a hora de olhar para o rostinho do bebê.

A ansiedade em si é algo normal e costuma ser presente no nosso cotidiano em geral.

Entretanto, na gestação, existem fatores, situações ou fases que causam uma ansiedade muito maior, dentre as quais podemos destacar, como:

Preocupação com a saúde do bebê

Acima de tudo, a maior preocupação de uma futura mamãe é com a saúde e desenvolvimento de seu bebê. Portanto alguns exames que avaliam o desenvolvimento e saúde dos bebês como a ecografia as 12 semanas e o exame morfológico realizado após as 20 semanas, são muito ansiados pelas mamães e muitas vezes gera preocupação.

Receio do parto ou Tocofobia

Tudo que é novo pode causar medo ou receio, portanto o medo do parto acomete muitas mamães de primeira viagem, assim como aquelas que já tiveram filho, pois cada parto é único. A maioria relata que tem medo da dor ou de não conseguirem parir.

Mas, lembramos que no momento do parto sempre temos o apoio de médicos ou doulas que auxiliam, dessa forma, o medo diminui.

Futura maternidade

Ser mãe é uma grande responsabilidade, e, por vezes esse novo papel em nossas vidas pode assustar. Mas, é preciso ter paciência e saber que aos poucos construímos nossa maternidade e nos tornamos mães experientes e confiantes.

Insatisfação com o corpo

A gestação é uma fase de transformação, na qual o nosso corpo trabalha inteiramente para formar um novo ser, carregamos o bebê por 9 meses, é normal nosso corpo mudar, mas, algumas mães se sentem frustradas com o corpo. Lembre-se que após a chegada do bebê você pode recuperar seu corpo novamente.

Contudo, como podemos saber se essa ansiedade já está passando do normal?

Basta, ficarmos atentos para os sintomas, por isso elaboramos este post para você, leia até o final e fique atenta aos sintomas de ansiedade na gravidez.

Mas, afinal, quais são os sintomas de ansiedade na gravidez?

A ansiedade pode ser identificada quando alguns sinais persistem por muito tempo, encontrando-se em excesso, e com a associação da presença de mais de um desses sintomas em conjunto.

Portanto, podemos destacar os principais sintomas, como:

  • Falta de ar;
  • Elevação da pressão arterial;
  • Desequilíbrio emocional;
  • Formigamento e/ou dormência das mãos e pernas;
  • Insônia;
  • Pesadelos;
  • Pensamentos negativos e depressivos;
  • Sentimento de medo e impotência;
  • Preocupação extrema;
  • Pensamentos em excesso no futuro;
  • Palpitação cardíaca;
  • Ganho de peso em demasia;
  • Nível de estresse elevado e etc.

É importante ficar atenta aos sintomas, pois a ansiedade pode levar ao estresse na gravidez, e em último caso pode causar a depressão e até mesmo a síndrome do pânico.

Portanto, se você notou que sente a maioria desses sintomas, procure maneiras de relaxar e fugir da ansiedade, se quiser saber mais, o nosso próximo post poderá te guiar sobre as medidas que podem ser adotadas para aliviar o estresse, clique aqui (O que fazer para aliviar o estresse na gravidez?).

Se mesmo assim você não sentir melhoras nos sintomas e continuar extremamente ansiosa, procure um médico especialista no assunto, com certeza ele irá te ajudar a diminuir a ansiedade na gravidez.

O estresse na gravidez deve ser eliminado, pois, suas consequências podem causar transtornos psicológicos, como a depressão e síndrome do pânico.

De acordo com estudos realizados por pesquisadores, podemos afirmar que os transtornos psicológicos que o estresse e ansiedade acarretam, podem prejudicar a formação do bebê.