Nesse artigo você vai conhecer mais sobre O que corrige a septoplastia, espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Estética. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

Uma condição muito comum e que afeta a funcionamento adequado das vias nasais é o desvio de septo, situação essa que pode ser corrigida com a realização de uma septoplastia.

O desvio de septo nasal ocorre quando a parede vertical que separa o nariz em duas cavidades (fossas nasais) possui alguma alteração ou deformidade que prejudique a respiração. A condição ocorre em 85% das pessoas, entretanto, os diferentes níveis são determinantes para a capacidade de respirar e consequente indicação da septoplastia como tratamento mais recomendado.

O septo é composto por cartilagem na parte anterior e osso na posterior, recobertas por uma camada de tecido chamada mucosa. Durante a septoplastia é a estrutura desses compostos que é alterada, permitindo uma passagem de ar mais adequada. Saiba mais sobre o tratamento a seguir!

 

Quando a septoplastia é indicada?

A septoplastia é, portanto, a cirurgia de correção do desvio de septo, sendo indicada para casos mais severos da condição. O objetivo do procedimento é a centralização do septo nasal, sendo indicado para diversas situações, como:

  • Quando o desvio resulta em uma obstrução nasal intensa, como o nariz entupido;
  • Para quando a condição ocasiona crises de cefaleia (dores de cabeça);
  • Quando ocorrem infecções dos seios paranasais, resultando na sinusite;
  • Complemento do tratamento para ronco e apneia do sono.

A septoplastia pode estar relacionada com o aumento das conchas nasais inferiores, o que pode ocorrer em decorrência de uma rinite alérgica. Nesses casos, o procedimento pode ser realizado conjuntamente com a turbinectomia, que consiste na redução cirúrgica dessas estruturas.

Não é sempre que a presença de desvio de septo deve ser tratada com a cirurgia de septoplastia. Esse recurso é indicado apenas para casos nos quais a condição prejudica a qualidade de vida do paciente e aumenta a ocorrência de problemas respiratórios.

Todas as pessoas com um diagnóstico de desvio de septo mais severo podem submeter-se a procedimento, entretanto, ele não é recomendado para pessoas com menos de 16 anos, pois até essa idade o septo continua em crescimento. A técnica também pode ser contraindicada para pacientes que possuem problemas de saúde, como diabetes, hipertensão e outros, sendo necessária uma avaliação clínica específica.

 

Como é feito o procedimento?

A septoplastia é uma cirurgia que pode ser realizada por um cirurgião plástico quando há ou não a associação com a rinoplastia (cirurgia estética do nariz).  Para realização do procedimento pode ser usada a anestesia geral ou local e ele dura entre 60 e 90 minutos, aproximadamente.

Realiza-se uma pequena incisão na parte interna do nariz, descolando a mucosa da cartilagem e do osso do septo. As partes desviadas são removidas e a mucosa é recolocada sobre o septo centrado. Normalmente o paciente tem alta médica no mesmo dia ou no dia seguinte.

A recuperação da septoplastia demora cerca de uma semana, sendo necessário tomar alguns cuidados durante esse período que incluem evitar a exposição solar, não usar óculos, fazer a troca do curativo conforme indicação médica e tomar os medicamentos prescritos corretamente.

Apesar de ter um pós-operatório normalmente tranquilo, é importante que após uma semana da realização da septoplastia o cirurgião plástico seja consultado para realizar uma avaliação do nariz e do andamento da cicatrização.