Nesse artigo você vai conhecer mais sobre prevenir a dilatação excessiva dos poros, espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Beleza. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

Você já se olhou no espelho e se deparou com pontinhos pretos na pele quando aproxima o rosto do espelho? Algo como manchinhas só que bem pequenas? Então continue lendo!

 

Os poros dilatados não trazem riscos à saúde, mas a dilatação excessiva pode causar incômodos em quem os têm por conta de dois fatores:

O primeiro, é que essa dilatação causa um visual meio desagradável com o tempo. E o segundo fator é que esse dilatamento provoca oleosidade em excesso na pele.

Neste artigo, vamos entender melhor como se formam os poros dilatados na pele. Mas, não apenas isso. Veremos também que procedimentos podem ser tomados para evitar a formação desse problema, assim como tratar o mesmo.

Poros dilatados, como eles se formam e quais fatores podem ocasionar esse problema na pele
Os poros dilatados na pele são formados principalmente pelo aumento na produção de sebo nas glândulas sebáceas. Que por sua vez são responsáveis por produzir e secretar uma matéria oleosa chamada sebo, termo latino para gordura.

Os poros são pequenas aberturas onde as matérias secretadas pelas sebáceas são expulsas da pele. Seu entupimento pode causar, por exemplo, as espinhas.

E quando sua abertura está muito grande, ou seja, quando os poros estão dilatados, pode acontecer de aparecerem pontinhos pretos na face.

Eles são como manchinhas pretas, só que pequenas, e que se concentram ao longo do nariz, “Zona T” e também no queixo.

É possível identificar se a pele possui poros dilatados facilmente, basta em um ambiente iluminado aproximar o rosto a um espelho e conferir se essas manchinhas estão presentes.

Isso ocorre também pelo entupimento dos poros provocado pela queratina produzida em excesso, que atrapalha a saída de sebo. Essa produção excessiva é bem comum em uma pele naturalmente oleosa, tipo de pele onde os poros dilatados são mais frequentes.

Mas a culpa para a dilatação desses poros não é apenas de uma pele naturalmente oleosa.

O calor contínuo e excessivo é outro vilão e grande auxiliar na formação de poros nesse estado.

E os resíduos artificiais deixados na pele por algum tempo, como a poluição e maquiagem por exemplo, também podem levar os poros a se dilatarem mais facilmente.

 

Como prevenir a dilatação excessiva dos poros

Para não permitir que poluição ou restos de maquiagem ou qualquer outro produto que possa contribuir na formação desses poros é importante manter a pele limpa.

O recomendável é que se lave o rosto com produtos seborreguladores, que ajudam na manutenção de uma pele não muito oleosa.

Para colher os melhores resultados, é recomendável que seu uso seja mantido por alguns dias. Além disso, evite sempre dormir maquiada, retirando com cuidado a maquiagem antes de ir pra cama.

 

Usar produtos para manter a pele higienizada, diminuir a oleosidade e evitar lavar a pele em excesso

Faça uso de produtos que reduzam a oleosidade do rosto, como sabonetes para acne por exemplo.

Lenços para remoção de oleosidade e resíduos de poluição, maquiagem ou outro produto da pele são altamente recomendados.

Agora, muito cuidado para não exagerar e ficar continuamente removendo sebo demais do rosto. Lavar o rosto com produtos anti oleosidade várias vezes durante o dia pode parecer eficaz, mas na verdade possui o efeito reverso.

Essa prática faz com que o organismo comece a entender que a pele do rosto não está produzindo mais tanto sebo quanto necessário, aumentando assim sua produção para compensar essa aparente falta.

O que gera um efeito contrário ao desejado, isto é, uma pele cada vez mais oleosa e com poros mais dilatados. O que com certeza não é algo que desejamos, não é verdade?

 

Tratamento para dilatação dos poros, algumas possibilidades para uma pele mais bonita e saudável

É preciso destacar desde já que o tratamento deve ser feito com o acompanhamento de um médico dermatologista se algum tratamento mais abrasivo é desejado pelo paciente com problemas nos poros.

Pois é ele quem pode avaliar a pele corretamente e fazer um diagnóstico preciso de quais tratamentos são os mais indicados para cada pessoa.

A primeira opção é a tradicional máscara de argila, tanto branca quanto verde. Ambas possuem propriedades que reduzem a oleosidade e melhoram os poros naturalmente. Embora seus efeitos leve mais tempo para serem notados.

Há também os peelings químicos que reduzem a oleosidade, ajudam a descamar a pele e promovem uma renovação celular mais rápida. No entanto, só podem ser feitos em sessões de tratamento na cadeira do dermatologista.

Loções, tônicos adstringentes também podem ser muito úteis para melhorar a saúde da pele, reduzir oleosidade e tratar dos poros.

E, por último, temos a luz intensa pulsada. Além de ser muito eficiente contra manchas na pele, esse tratamento ajuda a reduzir as glândulas sebáceas e o diâmetro dos poros na face.Pronto, agora você está pronta para montar sua rotina de cuidados. Alinhando o uso desses produtos a um poderoso creme antissinais, você vai perceber uma profunda mudança na saúde e aparência da pele!