Nesse artigo você vai conhecer mais sobre Gramado, espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Viagens. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

 

GRAMADO

Gramado é conhecida como a Europa no Brasil. A cidade, localizada na Serra Gaúcha, recebe, anualmente, mais de seis milhões de turistas. O povo hospitaleiro e acolhedor está sempre de braços e sorrisos abertos, tornando a cidade a potência no turismo que é hoje.

O município nasceu predestinado ao turismo. Tudo começou quando tropeiros paravam em um belo gramado para repousar e, posteriormente, seguir viagem. O ar fresco e as belezas naturais sempre foram atrativos que encantaram a todos.

Atualmente, o município detêm o prêmio de segundo Melhor Destino Turístico do País. No inverno e outono, as baixas temperaturas convidam para um bom vinho ao lado da lareira e, no verão e primavera, com as temperaturas amenas, é possível curtir as belas e coloridas paisagens da cidade.

A qualidade da gastronomia, dos hotéis, pousadas e parques tornam Gramado o destino mais desejado por turistas de todo o mundo.

Gramado é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Localiza-se na Serra Gaúcha, mais precisamente na Região das Hortênsias, a uma latitude 29º 22′ 44″ sul e a uma longitude 50º 52′ 26″ oeste, estando a uma altitude de 830 metros. Sua população estimada em 2013 é de 34 110 habitantes. Possui uma área de 237,019 quilômetros quadrados. Seu principal acesso se dá através da RS-115, embora também seja atendida pelas rodovias RS-235 e RS-373.

Sua demografia é etnicamente variada, com forte influência alemã e italiana, o que se reflete especialmente na culinária e na arquitetura urbana e rural. Com uma economia voltada ao turismo, a cidade recebe anualmente milhões de turistas nacionais e estrangeiros.

O município de Gramado foi criado pela Lei 2 522, de 15 de dezembro de 1954, após ser emancipado da cidade de Taquara. A região era habitada por índios caingangues e, posteriormente, foi colonizada por descendentes de açorianosimigrantes alemães e italianos. Fonte WikiPédia

Não é à toa que Gramado é sede do concorrido Festival de Cinema que movimenta a Serra Gaúcha no mês de agosto. Com paisagens que parecem retiradas de um cenário, a cidade reúne casinhas em estilo enxaimel, ruas limpas e tomadas por jardineiras repletas de hortênsias e parques emoldurados por araucárias e pinheiros. Mas não é apenas pela aparência romântica que o cartão-postal da região atrai tantos visitantes. 

Casas especializadas em café colonial e fondues tomam conta da Avenida das Hortênsias

Ao combinar boas compras com gastronomia de primeira, Gramado mostra que não é destino de uma estação somente. É fato que durante o inverno a cidade fica ainda mais aconchegante, com direito a jantares à beira da lareira para espantar o frio que chega junto com as geadas e névoas. 

Entretanto, nas outras épocas do ano, há festas e eventos, além dos muitos restaurantes, do comércio da Avenida Borges de Medeiros sempre cheio de novidades e dos irresistíveis chocolates. De novembro a janeiro, a esmerada decoração natalina e os eventos do Natal Luz enchem as ruas de cores e de brilho. 

Colonizada pelos imigrantes italianos e alemães, Gramado preserva suas origens através de museus e parques temáticos que retratam os costumes de seus fundadores. Assim como na bela vizinha Canela, a apenas sete quilômetros de distância.  

Os roteiros de agroturismo levam às propriedades rurais dos descendentes que preservam, com orgulho, as tradições européias. Os tours, claro, incluem degustação de produtos típicos como linguiça, salaminho, queijos e vinhos. 

Falando nas delícias, não deixe de saborear o café colonial nos estabelecimentos espalhados pela cidade – são mais de 80 itens entre receitas doces e salgadas. Guarde ainda um espaço para as fondues, servidas até mesmo nos concorridos barzinhos da Avenida das Hortênsias.

 

HISTÓRIA

A Serra Gaúcha foi habitada, desde tempos imemoriais, pelos índios caingangues. Nos séculos XVIII e XIX a região de Gramado era desbravada por descendentes de açorianos, os chamados “tropeiros”, que utilizavam a região para o descanso do gado.

Os primeiros moradores da região não eram elementos estrangeiros e teriam ali se estabelecido em 1875. Tempos após, em 1913, colonos descendentes de imigrantes alemães e italianos ali se estabeleceram, iniciando o povoamento. Sua denominação parece ter-se originado de um pequeno campo que ali havia e que servia de lugar de repouso.

Sabe-se que Gramado é um município filho de Taquara e neto de Santo Antônio da Patrulha. “O movimento emancipacionista de Nova Petrópolis foi precipitado pelo fato de que Gramado desejava emancipar-se de Taquara e para garantir a população necessária, propôs anexar Linha Araripe, Linha Brasil e Linha Imperial”.

A população destas linhas até já tinha assinado as linhas de adesão a Gramado, quando se iniciou o movimento emancipacionista de Nova Petrópolis, incentivada por São Sebastião do Caí. Da discussão, ficou com Gramado a parte já mencionada. Existem registros de quatro topônimos, ao menos, anteriores ao nome “Gramado”.

O município de Gramado foi criado pela Lei 2 522, de 15 de dezembro de 1954, após ser emancipado da cidade de TaquaraFonte WikiPédia

 

O QUE VER E FAZER EM GRAMADO

Por Editoria Férias Brasil

Viajando a dois ou em família, Gramado oferece atrações para todos os públicos. Para os casais, as pedidas são os programas românticos como jantar a luz de velas, passeio de pedalinho no Lago Negro ou um tour pelos bosques e cascatas da vizinha Canela. Já quem está com as crianças, os parques temáticos – destaque para a Aldeia do Papai Noel e o Mini Mundo – tomam conta da programação. Independente da idade ou da companhia, não deixe de se lambuzar com os deliciosos chocolates produzidos na região, saborear sem culpa um farto café colonial e torrar a carteira enquanto bate perna em meio às lojas da Avenida Borges de Medeiros e dos cafés da Rua Coberta. 

Dicas por Jonas Caride

 

LAGO NEGRO

Gramado

O nome do lago de águas verde-escuras se refere às árvores plantadas a sua volta, trazidas da região da Floresta Negra, na Alemanha. Ao redor, uma pista de cooper sombreada por pinheiros convida à corrida, caminhada ou pedalada. Aproveite o passeio de pedalinho para apreciar as hortênsias e as azaleias.

 

MINI MUNDO E MUNDO ENCANTADO

MINI MUNDO E MUNDO ENCANTADO gramado

Miniaturas inspiradas nas tradições, culturas e arquiteturas típicas do Brasil e da Europa dividem a atenção nos parques temáticos Mini Mundo e Mundo Encantado, passeios imperdíveis para quem viaja com os pequenos. 

 

SNOWLAND

SNOWLAND gramado

Gramado tem neve o ano inteiro! Tudo por conta do parque Snowland, primeiro parque de neve indoor das Américas, inaugurado em 2013. Com mais de 16 mil metros quadrados, o espaço recria um vilarejo alpino, com direito a uma montanha de neve para a prática de esqui e snowboard indoor.  

 

IGREJA DO RELÓGIO

IGREJA DO RELÓGIO

A linda igreja luterana é um dos cartões-postais da cidade por conta de seu cenário, que reúne uma torre com relógio e um “bouquet” de hortênsias. O “nome” vem de seus ponteiros, avistados de boa parte de Gramado e consultado por moradores e turistas o dia todo. 

 

KORVATUNTURI

korvatunturi

O espetáculo, que era apresentado somente na alta temporada, agora pode ser conferido o ano inteiro em Gramado. Dos mesmos criadores do Natal Luz, o Korvatunturi reúne teatro, dança, música, técnicas circenses, malabarismo, acrobacias aéreas e cenários virtuais. Encenado por 18 artistas, o show é inspirado em uma lenda Finlandesa cuja história envolve amizade.

 

 

MATRIZ DE SÃO PEDRO

MATRIZ DE SÃO PEDRO

Uma das construções mais bonitas e centrais da cidade, a igreja tem fachada formada por mais de 70 mil pedras basalto. No interior, o estilo romano divide a atenção com os vitrais artísticos projetados pelo pintor alemão Max Dommeyer. No entorno, o Largo da Igreja reúne esculturas de apóstolos, fontes, um relógio com termômetro.

 

AGROTURISMO

São três opções de tours circulando por propriedades rurais, mirantes e cascatas. Os passeios podem se feitos de van ou de Princesinha (um ônibus de 1958), de segunda a sexta-feira e aos domingos. O roteiro mais concorrido é O Quatrilho , que desvenda uma típica propriedade de família alemã. O destaque é o café… leia mais

 

ALDEIA DO PAPAI NOEL

Os jardins do Parque Knorr, um bosque repleto de trilhas, abrigam a casa do Papai Noel e sua fábrica de brinquedos. Por lá estão também a Árvore dos Desejos – onde a garotada deixa seus pedidos – e lojinhas que vendem de tudo com a marca do Bom Velhinho.

 

 

COMER BEM

COMER BEM

A gastronomia variada e saborosa oferece dos tradicionais pratos italianos às exóticas receitas preparadas com carnes de caça. E tem ainda as delícias da cozinha alemã e, claro, as fondues – em caso de viagem a dois, vá saboreá-las em um romântico jantar nos restaurantes suíços da região. Deixe uma tarde livre para experimentar.

 

 

COMPRAR CHOCOLATE

COMPRAR CHOCOLATE

Tentadoras lojinhas e fábricas específicas da guloseima espalham-se pelas ruas centrais. Nos balcões, chocolates de todas as formas: barras, bombons, trufas, licor… Em alguns estabelecimentos, o visitante pode conferir de perto a produção das delícias. Entre as marcas tradicionais de Gramado estão Prawer, Planalto, Lugano, Florybal e Caracol. 

 

 

CURTIR SUPER MÁQUINAS

Harley Motor Show

Na estrada para Canela ficam atrações para quem têm paixão por máquinas. No Hollywood Dreams Car, automóveis antigos enchem os olhos, enquanto no Harley Motor Show as estrelas são as motocicletas. Já no Super Carros, o brilho de Ferraris, Porsches e Camaros convidam a uma voltinha pelas ruas de Gramado! 

 

GRAMADO ZOO

GRAMADO ZOO

São mais de 1.200 animais de 250 espécies – todos da fauna brasileira, como jacaré-de-papo amarelo, onça-pintada, tamanduá-bandeira e lobo-guará. A recepção é feita por araras, tucanos e papagaios, espalhados pelos viveiros. Nos recintos das panteras e onças, apenas um vidro blindado separa os bichos dos visitantes. E tem ainda visitas noturnas, perfeitas para… leia mais

 

LE JARDIN PARQUE DE LAVANDA

O primeiro parque de lavanda do país reúne 10 mil pés da planta (e suas variadas espécies) em um lindo jardim multicolorido que contorna toda a propriedade de 3,5 hectares. Entre outubro e dezembro, o espaço oferece uma atração a mais: as lavandas floridas, formando um cenário encantador.  Le Jardin abriga ainda uma estufa… leia mais

 

 

TEMPLO BUDISTA CHAGDUD GONPA KHADRO LING

O maior templo budista da América Latina chama a atenção não somente pela construção em estilo tibetano e as ornamentações vindas do Nepal, mas também pela bela vista panorâmica. O movimento é grande nos meses de fevereiro e julho, quando há eventos – nestas épocas, algumas construções ficam fechadas para visitação. 

 

VINÍCOLA RAVANELLO

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Para quem tem pouco tempo e não conseguirá visitar as vinícolas de Bento Gonçalves, uma boa pedida é a Ravanello. O passeio começa nos parreirais e segue para os tanques de fermentação, decantação e estocagem, passando também pelas barricas de carvalho. No final tem degustação e vista à lojinha.