Nesse artigo você vai conhecer mais sobre Sintomas da Apendicite, espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Saúde. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

 

Apendicite

Inflamação do apêndice, causada por alimentação inadequada, prisão de ventre ou até mesmo por focos infecciosos. O paciente sente dor súbita no ventre, abaixo do umbigo, acompanhada de sensação de mal-estar, náusea, vômitos e falta de apetite. Esses sintomas podem ser acompanhados de febre ou não, e precisam ser bem observados, pois as dores abdominais, por exemplo, podem ter como causa o acúmulo de gases ou matéria sólida em determinada parte do abdome. Fonte: LIVRO MEDICINA ALTERNATIVA DE A a Z

DICA: Baixe AGORA o E-Book Medicina Alternativa de A a Z e Conheça os Tratamentos Alternativos

 

O apêndice não tem uma função muito específica e é possível retirá-lo sem causar nenhum problema adicional. A apendicite é uma das urgências cirúrgicas mais comuns e acomete, principalmente, adolescentes e adultos jovens, dos 10 aos 30 anos, embora possa ocorrer em qualquer idade.

O problema acontece quando algum corpo estranho — pequenas porções de fezes, um parasita ou até sementes de frutas — obstrui essa estrutura, levando a um inchaço e ao aparecimento de um abscesso em sua ponta. Nesse local em que se instala, a secreção favorece a proliferação de bactérias.

As causas da apendicite não são conhecidas, mas o acúmulo de matéria fecal é um dos principais fatores para o desenvolvimento do problema.Uma dieta rica em fibras é indicada como uma forma de prevenção, já que evita a prisão de ventre e melhora o trânsito intestinal. O tratamento para apendicite é sempre cirúrgico.

Apesar de ser muito comum, a apendicite é grave se não for diagnosticada rapidamente. Complicações como necrose de parte do intestino.

Para tratar este problema, o apêndice deve ser retirado o mais rapidamente possível através de cirurgia indicada pelo médico, para evitar complicações mais graves como peritonite.

 

Sintomas da Apendicite

Fique atento (a):

Dor abdominal do lado direito – A dor da apendicite geralmente se localiza do lado direito e na parte baixa do abdômen. É uma dor forte, pontual, bem localizada e contínua. Em alguns casos, essa dor pode começar na região do umbigo ou na parte baixa da coluna. Mover as pernas ou o abdômen para tossir e espirrar, por exemplo, costuma agravar a dor. No entanto, ela se inicia com baixa intensidade, podendo primeiro ser sentida na parte alta — na boca do estômago — para, então, se tornar mais intensa e localizada.

Febre moderada acompanhada de dor abdominal – A febre que acompanha a apendicite costuma ser moderada — ficando entre 37,5 e 38 graus. Algumas pessoas também têm calafrios. Porém, quando há um agravamento do quadro, com a ruptura do apêndice, a febre é alta e passa dos 38,5 graus. Se você tiver dor abdominal intensa e febre alta procure um serviço de saúde com a MÁXIMA URGÊNCIA, pois, esse é um caso de emergência (vale lembrar que nem sempre esses sinais são sintomas da apendicite).

Smiley face

Perda de apetite, enjoos e vômitos – É comum que no início dos sintomas da apendicite a dor abdominal venha acompanhada de perda de apetite, enjoos e vômitos. Como esses também são sintomas de outras doenças, é essencial procurar atendimento médico se o problema for recorrente e se a dor no abdômen aumentar a intensidade.

Desconfortos intestinais – A infecção do apêndice causa uma obstrução do intestino e pode levar tanto a um quadro de diarreia intensa quanto de prisão de ventre.

Sensibilidade no abdômen – Abdômen sensível, com sensação de dor mesmo com um leve toque, também pode ser um dos sintomas da apendicite. Assim como a descompressão brusca: se você apertar o lado direito inferior do abdômen, soltar rapidamente e sentir uma dor intensa deve procurar imediatamente um atendimento médico.

Sintomas da apendicite em crianças menores de cinco anos – Vômitos, náuseas, febre e dor abdominal são os principais sintomas da apendicite nas crianças menores de cinco anos. Nos bebês, a distensão abdominal (inchaço da barriga) é mais comum que a dor, estando presente em aproximadamente 75% dos casos.

Sintomas da apendicite em grávidas – Os sintomas da apendicite podem ser confundidos com desconfortos comuns da gestação, como náuseas e dores estomacais. Como o apêndice está mais alto devido ao crescimento do útero, a dor poderá ser sentida na parte superior do abdômen. Outros sintomas comuns em gestantes com apendicite são: gases, acidez e episódios alternados de prisão de ventre e diarreia.

DICA: Mais de um milhão de eBooks para você ler onde e quando quiser. CADASTRE GRÁTIS

 

Como é feito o diagnóstico 

 

O diagnóstico da apendicite pode ser feito através da palpação do abdômen pelo médico, exame de sangue como hemograma, exame de urina e para confirmar o diagnóstico é necessário fazer exames de imagem, como raio-x do abdômen e tomografia computadorizada.

 

Cirurgia é a melhor solução para apendicite

 

A cirurgia para apendicite, chamada apendicectomia, é a única forma de tratamento e, nela é retirado o apêndice que se encontra inflamado, através de um pequeno corte no abdômen, sendo que, por isso, o indivíduo, normalmente, fica internado por, aproximadamente 2 dias até a dor diminuir. Caso o apêndice não seja removido, pode ocorrer o seu rompimento, conhecida por apendicite supurada, aumentando a possibilidade de libertar bactérias no abdômen e levar à ocorrência de peritonite e formação de abscessos no abdômen, por exemplo.

 

Ter apendicite na gravidez é perigoso

 

É perigoso ter apendicite na gravidez porque o apêndice pode se romper espalhando bactérias dentro do abdômen que podem causar infecções graves para a mãe e para o bebê.

 

A apendicite na gravidez apresenta os mesmo sintomas e a cirurgia também é a única opção de tratamento, não sendo prejudicial para o desenvolvimento do bebê.

Desta forma, é muito importante que a grávida ao sentir dor intensa e contínua do lado direito do abdômen vá imediatamente ao hospital para fazer o diagnóstico e realizar a cirurgia.

 

Observação muito Importante:

Ao perceber alguns sintomas como os citados acima, seja em você ou algum ente querido, não fique esperando dias e usando medidas paliativas, como chazinhos, compressas, massagem com óleos. Muito menos, abuse de medicamentos sem prescrição médicas, como analgésicos e anti-inflamatórios. Procure imediatamente uma clínica, unidade básica de saúde ou hospital. Apendicite, normalmente, é uma questão de EMERGÊNCIA MÉDICA. Não subestime o problema.