Nesse artigo você vai conhecer mais sobre Sexologia Feminina , espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Saúde. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

Abordar de sexologia feminina é uma coisa difícil, porém nem sequer tão difícil dessa maneira. Acanhado? Digamos que o corpo feminino é muito complexo e alcançar o clímax, para algumas mulheres é missão árdua. Porém, o bicho de sete cabeças pode ser desvendado. Atingir o clímax é complicado para várias mulheres. O que os médicos indicam as mulheres, é que elas conheçam o seu próprio corpo, estimulando-o, com intenção de achar quais as regiões de seu corpo, lhe dão mais satisfação. Acredita-se que a mulher que pratica a masturbação, atinge o orgamo mais acelerado na momento da relação sexual.

A sexologia feminina é cercada por mistérios de acordo com alguns especialistas, conteúdos como alcançar ao clímax, por exemplo, para várias mulheres também parece ser uma coisa, pode parecer anormal, porém desigualmente dos homens, algumas mulheres não podem adquirir o acme da correlação sexual com seus parceiros.

É bastante comum obter mulheres que relatam ou para um médico, clínico e várias vezes até psicólogos que passaram uma vida inteira sem adquirir um clímax ou até inclusive sem apreender como provocar prazer em si mesma, estimulando suas exigências intimas, especialmente o clitóris.
O clitóris é o encarregado pelo clímax do prazer feminino. O que causa as sensações de êxtase feminino é a estimulação dessa região, sendo que algumas posições no decorrer a relação sexual não são suficientes para realizar a pressão e fricção nessa parte intima da mulher.

 

O que é Sexologia

A sexologia é a arte que estuda interesses, comportamentos e utilidades sexuais. Na sexologia moderna, cientistas aplicam via de diversos campos acadêmicos, como biologia, medicina, psicologia, estatística, epidemiologia, sociologia e antropologia.

Sexologia estuda o progresso sexual e de relacionamentos sexuais, dessa maneira como mecanismos de intercursos sexuais. A sexologia similarmente documenta a sexualidade feminina , masculina e de categorias especiais como deficientes, crianças e idosos.

Sexologia estuda também disfunções, desordens e variações, como disfunção erétil, frigidez feminina e ejaculação prematuro.

 

História da Sexologia

Embora existam serviços dedicados ao sexo a partir de a ancianidade, a pesquisa científico do comportamento sexual começou no século 19. Mudanças nas fronteiras nacionais naquela data colocara em agitação leis que eram liberais sexualmente com as que criminalizavam comportamentos como o homossexualismo.

A agremiação alemã coordenou pesquisas sexuais por disciplinas acadêmicas tradicionais, ficando na vanguarda da sexologia . Essa ascendente acabou com o condução nazista, que acabou com o Instituto de Sexologia em Berlim Em seguida da Segunda Batalha Mundial, a sexologia experimentou uma reaparição, começando com os pesquisas norte-americanos de comportamentos, utilidades e disfunções sexuais. Isto deu surgimento à terapia sexual.

 

Entenda Sobre a Sexologia Feminina

A sexologia feminina é uma conseqüência natural de pesquisas da sexologia que focam da interseccionalidade do sexo em correlação à vida sexual da mulher. Sexologia feminina compartilha vários princípios com o campo maior parte da sexologia .

Ela não tenta aconselhar um certamente caminho de “normalidade” para a sexualidade feminina , porém apenas acata e nota formas distintos pelas quais as mulheres expressam sua sensualidade. Este é um campo novo, porém que está aumento depressa.

Apresentações da sexologia feminina, vrios dos tópicos da pesquisa da sexologia incluem (porém não estão limitados a) direitos reprodutivos, trabalho e sexo, identidade gay e trans-sexual, casamento, pornografia e papéis sexuais. Bastante do trabalho da sexologia feminina possui sido realizado depois de a liberação sexual das décadas de 60 e 70, com a abertura de técnicas eficientes de contracepção, clareza gay e trans-sexual, e ondas mais fortes de mulheres tomando conta de sua própria vida.