Nesse artigo você vai conhecer mais sobre pedras na bexiga espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Saúde. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

Pedras na bexiga são massas duras de minerais que se concentram na bexiga. Também chamadas de cálculos na bexiga, estes se desenvolvem quando a urina na bexiga torna-se concentrada, fazendo com que os minerais presentes naturalmente na urina se cristalizem.

Cerca de 85% das pedras na bexiga são compostas de cálcio e o restante é composto de várias substâncias, incluindo ácido úrico, cistina ou estruvita (mistura de magnésio, de amônio e fosfato).

A formação de pedras na bexiga pode ser um sintoma secundário de um problema subjacente do trato urinário. Condições que podem contribuir para pedras na bexiga são:

  • Aumento da próstata;
  • Bexiga neurogênica, uma condição que afeta os nervos que mandam mensagens de transporte do cérebro para os músculos de sua bexiga;
  • Músculos da bexiga enfraquecidos;
  • Inflamações no trato urinário;
  • Cateter urinário ou a inserção de outros objetos no canal da urina;
  • Cálculo renal.

Mais de 95% dos casos de cálculo na bexiga são pessoas do sexo masculino, na faixa dos 80 anos e que têm problemas com a próstata. No entanto, até mesmo homens na meia idade podem desenvolver pedras se fazem uma dieta rica em gordura e açúcar.

Outros fatores de risco são infecções na bexiga ou trato urinário – especialmente comum em mulheres – e danos na uretra causados por doença ou trauma.

Leia também: Cirurgia de Amídalas

Sintomas de Cálculos na bexiga

Os cálculos na bexiga podem não causar qualquer sintoma, principalmente se são muito pequenos. Mas se uma pedra irritar a parede da bexiga ou bloquear o fluxo de urina, os seguintes sintomas podem se desenvolver:

  • Dor ao urinar: cada visita ao banheiro para urinar pode ser uma causa de desconforto, se os cálculos são formados na bexiga. A duração do ato de urinar, que é não mais do que a quantidade de tempo que o fluxo de urina, pode ser muito frustrante para a pessoa que tem de suportar a dor até o momento da urina parar de sair.
  • Micção frequente: uma pessoa com pedras na bexiga são susceptíveis de urinar com frequência. A necessidade de urina é elevada em pacientes com pedras na bexiga, mas a quantidade de urina excretada pode não ser significativa.
  • Interrupção do fluxo de urina: quando há pedras na bexiga, o fluxo de urina aparece reduido. Embora pedras na bexigasejam caracterizadas por a urina não sair completamente, o fluxo urinário é pobre. É preciso esforçar-se para urinar e o fluxo de urina também é consistente, pois começa e termina de forma intermitente.
  • Sangue na urina: pedras na bexiga podem causar sangue na urina que pode ser visível a olho nu. Isto indica que o sangue possa ter danificado a parede da bexiga de forma que se inicia um sangramento.
  • Cor da urina: mudança na cor da urina também é comumente associado com pedras na bexiga. A cor da urinapode parecer mais escura do que o habitual.
  • Incontinência:micção involuntária, também é considerada como uma das consequências da formação de pedras na bexiga. Os cálculos podem ter prejudicado a parede da bexiga, o que torna difícil para a bexiga para reter a urina por um período maior. Isto leva a necessidade frequente incontrolável de esvaziar a bexiga.
  • Desconforto no Pênis:Os homens se queixam do pênis doloroso se os cálculos estão presentes na bexiga. Na maioria dos casos, sente-se uma dor aguda na cabeça do pênis, mas nem sempre. pedras na bexiga também pode causar uma dor mais localizada na ponta do pênis.

Outros Sintomas de Pedras de Bexiga:

  • Dor abdominal Moderado-Severa
  • Dor em ou por volta do pênis (nos homens):

Diagnóstico de Cálculos na bexiga

Os especialistas que podem diagnosticar e tratar cálculos na bexiga são os clínicos gerais e urologistas. O cálculo na bexiga raramente causam sintomas e podem ser diagnóstico durante um exame de urina rotineiro. Quando causam sintomas, o médico ou médica fará uma análise física do paciente e pedirá exames de urina, a fim de revelar a presença de sangue ou pus, assim como pequenos cristais que formam o cálculo. Geralmente não são necessárias provas adicionais, a menos que o diagnóstico não seja claro.

As provas adicionais que ajudam a estabelecer o diagnóstico implicam a coleta de amostras de urina durante 24 horas e amostras de sangue. Estas são analisadas para determinar as concentrações de cálcio, cistina, ácido úrico e outras substâncias que sabidamente favorecerem a produção de cálculos.

Radiografias de abdômen podem mostrar se os cálculos são de cálcio ou estruvite. Se for necessário, podem ser realizados outros procedimentos, como urografia endovenosa ou urografia retrógrada.

Tratamento de pedras na bexiga

Beber uma grande quantidade de líquidos aumenta a produção de urina e ajuda na eliminação de cálculos na bexiga menores. Uma vez que o cálculo saiu juntamente com a urina, não é preciso nenhum outro tratamento. A dor pode ser aliviada com analgésicos.

Pedras maiores podem ser removidas em um procedimento chamado cistolitolapaxia, que consiste na inserção de um pequeno tubo com uma câmera na final (cistoscópio) através da uretra até a bexiga. Então o médico ou médica quebra a pedra usando laser ultrassom ou um dispositivo mecânico. Os pedaços da pedra são, então, eliminados posteriormente na urina.

Ocasionalmente, pedras na bexiga grandes ou muito difíceis de quebrar são removidas por cirurgia aberta. Nestes casos, o médico faz uma incisão na bexiga e remove diretamente as pedras.

Após os cálculos na bexiga serem eliminados, não há qualquer outro sintoma e demais tratamentos não são necessários.

Prevenção

As medidas necessárias para prevenir novos cálculos na bexiga variam de acordo com a composição das pedras. Geralmente as pedras na bexiga são resultado de uma condição que dificilmente é evitável. No entanto, é possível diminuir as chances de desenvolver cálculos na bexiga seguindo essas dicas:

  • Tome muitos líquidos, especialmente água. Isso porque os fluidos irão diluir a concentração de minerais em sua urina. Quanta água você deve beber depende de sua idade, altura, saúde no geral e nível de atividade física

Procure ajuda médica ao menor sinal de sintomas urinários, a fim de fazer o diagnóstico e tratamento precoces.