Nesse artigo você vai conhecer mais sobre Ejaculação Precoce: Como Acabar com a Ejaculação Precoce e também uma SUPER DICA DE TRATAMENTO PARA EJACULAÇÃO PRECOCE 100% NATURAL EM CASA ! Espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de dicas de saúde. Não esqueça de deixar seu comentário e compartilhar com seus amigos, fique a vontade e boa leitura.

O que é ejaculação precoce

A ejaculação precoce é o problema sexual mais comum entre os homens, afetando um a cada três deles. É caracterizada pelo déficit do controle voluntário sobre o processo de ejaculação ou quando esta ocorre com um mínimo de estimulo sexual anterior ou rapidamente após a penetração e antes que a pessoa deseje. Trata-se de um problema que acaba levando os homens à baixa autoestima e problemas nos relacionamentos afetivos-sexuais.

É comprovado que as mulheres demoram um pouco mais a atingir o orgasmo e, se o homem chegar ao orgasmo muito antes da parceira, naturalmente ele perderá a ereção e não conseguirá fazer a companheira chegar ao clímax.

Este é um fato que acaba trazendo muito constrangimento aos homens, fazendo-os acreditar que suas parceiras não irão se sentir plenamente satisfeitas com eles.

Tipos de Ejaculação Precoce

  • Ejaculação Precoce Primária – Herdada geneticamente ou pode ocorrer devido a problemas comportamentais desde o período da infância (sexo desaprovado, masturbações rápidas e frequentes etc.);
  • Ejaculação Precoce Secundária – Ocorre devido a razões psicológicas ou físicas, sendo que o paciente já teve atos sexuais “normais” anteriormente. Pode ser temporária ou crônica.
  • Ejaculação Precoce Ocasional ou Situacional – Acontece, às vezes, ou com determinadas parceiras (novas, principalmente) ou em situações específicas.

Embora não seja um problema grave, falhar na hora H afeta aspectos psicológicos e sociais da vida do paciente com ejaculação precoce.  Além da dificuldade de continuar o ato sexual durante tempo suficiente para satisfazer a parceira, a condição pode afetar a autoconfiança do homem, fazendo até com que ele evite encontros sexuais.

Ejaculação Precoce

Causas da ejaculação precoce

São várias as causas da ejaculação precoce. Elas estão divididas da seguinte forma:

Físicas:

  • Hipersensibilidade na zona peniana;
  • Problemas da próstata;
  • Doenças associadas (ex. diabetes, hipertensão ou abuso de álcool);
  • Problemas na tiroide;
  • Lesões na coluna vertebral;
  • Problemas neurológicos;
  • Uso/abuso de medicamentos

Psicológicas:

  • Depressão;
  • Baixa autoestima e confiança;
  • Estresse/Ansiedade;
  • Experiências sexuais traumáticas

Como Acabar com a Ejaculação Precoce

A ejaculação precoce pode ser controlada por:

  • Medicamentos;
  • Remédios naturais:
  • Exercícios de controle;

Remédios: Como Acabar com a Ejaculação Precoce

Os remédios para ejaculação precoce ajudam a atrasar a vontade de ejacular e, normalmente, funcionam ao diminuir a sensibilidade do pênis ou ao atuar no cérebro, reduzindo a ansiedade do homem, que é uma das principais causas do problema. Os mais prescritos pelos médicos são antidepressivos, que atuam na neurotransmissão cerebral. Também podem ser administrados os anestésicos tópicos, que são aplicados sobre o pênis para reduzir a sensibilidade e diminuir a vontade de ejacular.

Devido ao fato de todos os medicamentos para tratar a ejaculação precoce apresentarem efeitos colaterais, é fundamental que se busque um urologista para iniciar o tratamento com o remédio e a dose mais adequados.

 

LEIA TAMBÉM:

Quase metade do mundo é fumante Não faça parte dessa estatística: pare de fumar

O que fazer para fortalecer as unhas ? Conheça os Melhores Alimentos !

 

Remédios naturais para ejaculação precoce

Em alguns casos, remédios naturais para tratamento da ejaculação precoce podem ajudar a quem sofre do problema. Veja alguns deles:

  1. Alho – Sua ação anticoagulante melhora a circulação sanguínea o que pode se refletir na manutenção da ereção.
  2. Bebida de açafrão, gengibre e leite – O leite serve mais como base para essa mistura. O açafrão tem grande uso como estimulante sexual nos países do Oriente, pois tem efeito; já o gengibre também favorece a circulação do corpo, ajudando também a melhorar a qualidade das ereções.
  3. Banhos de assento com alecrim – O relaxamento é fundamental para quem sofre de ejaculação precoce, por isso que os banhos de assento com alecrim podem ser um bom tratamento caseiro.
  4. Flores secas de camomila – Coloque um punhado de flores secas de camomila em um copo e adicionar água para ferver. Deixe em infusão por 5 minutos. Beba um copo diário.
  5. Lúpulo – Coloque 1 colher de sopa de flores secas femininas de lúpulo em um copo de água. Deixe em infusão por 10 minutos. Tome um copo uma hora antes do próximo encontro.
  6. Aveia e leite – Comer cinco colheres de sopa de farinha de aveia misturado em um copo de leite também ajuda no combate à ejaculação precoce.
  7. Limão – Adicione 2 colheres de sopa de limão em um copo e adicione água para ferver. Beba um copo meia hora antes das relações.
  8. Chá de menta – A origem do chá de menta é o chá de da erva chamada hortelã pimenta.  O chá de menta vai direto a esse ponto e melhora muito a sua respiração, o que é perfeito até para quem tem medo de doenças respiratórias mais severas.
  9. Chá de alecrim, hamamelis, cipó de cruzeiro, cavalinha, jasmim, macela e um litro de água – Conhecido como Como Chá Poderoso. Ferver a água, colocar as ervas e em seguida deixar apurar por 15 minutos. Tomar esse chá de 2 a 4 vezes por dia.

Ejaculação Precoce

Experimente uma dieta equilibrada, rica em frutas e vegetais e reduza o consumo de gorduras e do açúcar.

Hidroterapia – Banhos acompanhados de fricção com bucha natural embebida em água fria. Ducha fria no final.

Relaxamento e exercícios – Técnicas de relaxamento, como do-in, massagem terapêutica são muito úteis. São recomendados ainda exercícios físicos regulares, terapia respiratória, sauna, caminhada, hidroginástica e natação.

Tratamento para ejaculação precoce

Antes de qualquer coisa, é preciso descobrir a causa e o grau do problema. Para isso, é importante procurar um urologista que vai solicitar exames físicos e irá fazer uma avaliação do histórico clínico e sexual do paciente. O tratamento da ejaculação precoce pode combinar o uso de medicamentos, remédios naturais, exercícios, mudanças de comportamento e aconselhamento psicológico.

Dependendo da causa e do histórico do paciente, poderão ser prescritos medicamentos para o controle da hipersensibilidade peniana. Para isso é necessário saber se a mesma é de origem primária (desde os primeiros relacionamentos sexuais) ou secundária (iniciada após um bom período de atividade sexual) o que altera completamente o tratamento.

Para a ejaculação precoce, não há tratamentos cirúrgicos indicados. Ejaculação precoce não é disfunção erétil. Portanto, os medicamentos para este fim também são contra indicados para a ejaculação precoce.

Tratamento Psicológico

O tratamento psicológico vai ajudar e muito

O tratamento psicológico no caso da ejaculação precoce vai ajudar o paciente a buscar a causa e lidar com ela ou a aprender a administrar a ansiedade. Já esta comprovada a eficácia do tratamento psicológico.

A hipnose também foi provada como um tratamento efetivo para a ejaculação precoce. Acredita-se que a ejaculação é um hábito subconsciente e que dando à mente sugestões hipnóticas de durar mais tempo a ereção, o problema pode ser significativamente aliviado, se não completamente curado.

Ejaculação Precoce

Medicamentos para ejaculação precoce

Existem algumas opções, como cremes anestésicos ou camisinhas com produtos que diminuem a sensibilidade do pênis. Em alguns casos, são prescritos medicamentos antidepressivos que acabam por ajudar no tratamento da ejaculação precoce.

Porém, vale observar que a automedicação pode ser perigosa e o uso inapropriado de um medicamento pode trazer efeitos colaterais e piorar o quadro. Por isso, procure um especialista.

Exercícios para evitar a ejaculação precoce

  • Usar o método de “parar e continuar”, em que o homem retira o pênis sempre que se aproxima do clímax. Depois de parar durante alguns segundos, a atividade sexual é retomada. A prática habitual desta técnica ajuda no controle da ejaculação.
  • Outro exercício é pressionar a base do pênis, usando o polegar e o dedo indicador. Isto pode ser feito durante a relação sexual, para que a pressão exercida seja feita até o desejo de ejacular desaparecer. Em seguida, basta soltar a pressão, aguardar alguns segundos e retomar a atividade sexual. Esta é uma boa maneira de treinar o corpo e atrasar o clímax.
  • Um dos métodos utilizados é o de manter a ereção por um tempo significativamente maior, mesmo após a ejaculação. Com o encontro sexual prolongado, a pessoa aprenderá a se acostumar com a sensação de uma experiência sexual de maior duração e gradualmente se tornará menos sensível.
  • Outra opção é desviar seus pensamentos para fatos pouco estimulantes durante o ato sexual.
  • Treinar o controle pela masturbação, realizando pausas para se prolongar a ereção e o período sem orgasmo.
  • Para alguns casos, a simples colocação da camisinha é suficiente para diminuir a sensibilidade peniana e evitar a ejaculação precoce.
  • A técnica do aperto consiste em estimular sexualmente o homem até que ele reconheça que está quase ejaculando. Nesse momento, aperta-se suavemente a parte final do pênis (onde a glande se encontra com o eixo) por vários segundos. Pare a estimulação sexual por cerca de 30 segundos e comece novamente. A pessoa ou o casal pode repetir esse padrão até que o homem queira ejacular. Na última vez, continue a estimulação até que o homem atinja finalmente o orgasmo.
  • Um desses processos pode ser a prática de exercícios penianos, onde se contrai várias vezes o músculo em volta do pênis. Ou seja, você só deve reter o músculo firmemente por um segundo, relaxar e repetir. Comece com uma sessão de 30 flexões rápidas, seguida por outra de 30, só que mais lenta.
  • Se a ejaculação acontece antes do esperado, é preciso observar se foi em um momento específico ou se está acontecendo com frequência.
  • Dificuldade de segurar uma ereção com menos de um minuto de penetração
  • Inabilidade de retardar a ereção durante o ato sexual
  • Estresse, frustração e o ato de evitar intimidade sexual com a parceira.