Nesse artigo você vai conhecer mais sobre Cisto no Ovário, espero que goste, aproveite também para conhecer outros artigos relacionados na nossa categoria de Saúde. Por favor, se esse artigo for relevante para você, deixe um comentário no final da página, e muito importante para nossa equipe! Fique a vontade e boa leitura.

O que é cisto no ovário ?

Ele similarmente é conhecido como cisto ovariano; é uma bolsa que se forma dentro ou em volta do ovário, acúmulo de líquido, que pode provocar: dor na região pélvica, adiamento na menstruação ou até inclusive dificuldade para conceber.

O cisto é uma lesão que pode acontecer em diversas partes do nosso corpo. Ele é principalmente uma ampola envolta por uma fina membrana, que possui ar ou substâncias líquidas (ou semilíquidas) em seu interior.
Geralmente, o cisto é uma lesão benigna. Ele é somente um concentração de líquido em certo tecido. No entanto, em raros casos, tumores malignos são capazes de ter aparência semelhantes aos de um cisto. Por isto, uma análise cuidadosa da lesão é constantemente fundamental.

O cisto de ovário é, então, uma bolsa ou saco com líquido em seu interior, que se maneira no próprio ovário ou em volta do próprio. Há diversos tipos de cisto no ovário, os mais comuns são os chamados cistos funcionais, que se formam ao longo o processamento de ovulação.

 

Quem tem cisto no ovário pode engravidar ?

Ao contrário que se pensa, a mulher pode conceber, ainda que sinta dificuldades em ofício das modificações hormonais produzidas pelo cisto no ovário . De acordo com o Dr. Joji Ueno, em seguida do tratamento, o que tende a ocorrer é uma normalização da superfície dos ovários, e esses cistos irão reduzir ou acabar e irá continuar seu ritmo hormonal comum e vai quantidade conceber no momento em que quiser, sem dificuldade.

Cisto no ovário pode ser confundido com gravidez ?

O cisto no ovário pode provocar mudanças no período menstrual, o que pode ser confundido com uma suposta gravidez.

É possível que um cisto no ovário pode ser confundido com gestação. O razão para isto ocorrer é visto que os cistos são capazes de provocar os sinais semelhantes ao de uma gestação, como mal-estar, náuseas, abdômen inchado e, até mesmo, realizar com que o teste de gestação dê um resultado afirmativo.

Isto ocorre por causa de à existência de hormônios, que provocam este resultado duvidoso. Embora disso, há comportamento de caracterizar o cisto do ovário de uma gestação. É que será apurado em seguida.

 

Por que o cisto no ovário pode ser confundido com a gravidez ?

Um dos elementos que pode realizar com que o cisto seja confuso com gestação é que, no momento em que não são tratados, os cistos são capazes de pressionar a bexiga. Ocorre uma ação de pressão que faz com que o desejo de urinar aumente ou que ocorra um aflição ao longo a micção. Embora disso, o crescimento da vontade de urinar, na verdade, acontece ao final da gestação.

Outro condição é que o cisto pode acrescentar litros de líquido, o que similarmente faz com que seja confundido com uma gravidez. No momento em que se tornam grandes, são capazes de provocar dores, isto por estarem comprimindo os órgãos, dessa maneira como acontece da gravidez. Como os sinais são capazes de ser confusos, é constantemente fundamental acudir-se a avaliação de um médico o mais acelerado possível para levar as dúvidas.

Por meio de de um ultrassom será possível identificar se se trata de uma gestação ou por isso de um cisto no ovário. Dessa maneira, o médico conseguirá aferir qual o tratamento deverá ser acompanhado.

 

Há sintomas que diferenciam um cisto no ovário de uma gravidez ?

Distinto da gestação, o cisto causa uma dor na região pélvica e similarmente no abdome inferior. Essa dor amplifica no momento em que o abdome está abarrotado. Essa percepção de dor acontece de maneira contínua e é mais notada no momento em que a mulher se movimenta.

Outro sinal alusivo ao cisto no ovário é a ocorrência de sangramento vaginal, o que não é comum no início da gestação. Além disso, ter uma percepção de peso na região pélvica ou dores ao longo a relação sexual similarmente são indícios de cistos.

 

Como tratar cisto no ovário ?

O tratamento para cisto no ovário é realizado pelo ginecologista e depende do dimensão do cisto, da sua maneira, dos sinais e da idade da mulher. Na maior parte dos casos, o cisto no ovário desaparece por si apenas, não necessitando de tratamento e, por isto, o médico pode aconselhar somente uma vigilância legítimo dos ovários, por intermédio de ultrassom e exame de sangue, para avaliar a evolução do cisto.

Quando usar anticoncepcional ?

No momento em que o abscesso causa sinais como dor abdominal intensa ou surge mais do que uma vez, o médico pode optar por começar o tratamento com contraceptivo. Na maior parte dos casos, a pílula recomendada é uma pílula combinada, como a Diane 35, que impossibilita a ovulação e previne o advento de cistos nos ovários.

Quando fazer a cirurgia ?

A intervenção para cisto no ovário é usada constantemente que o dificuldade gera sinais ou no momento em que há suspeitas de malignidade, podendo ser usada:

Laparoscopia: é o essencial tratamento para cisto no ovário para quem pretende conceber, uma vez que permite a retirada de cistos pequenos, provocando o mínimo de danificação ao ovário;

Laparotomia: é usada em casos de cisto no ovário com grande dimensão, sendo realizado um corte no abdômen que permite que o cirurgião observe todo o ovário e retire o fazenda preciso.

Ao longo a intervenção para cisto no ovário, pode ser preciso realizar afastamento do ovário abalado e da trompa, especialmente em caso de cisto maligno. Nestes casos, ainda que exista perigo de aridez, similarmente há um alto algarismo de mulheres que continuam podendo conceber, uma vez que o outro ovário continua a ter êxito geralmente, produzindo óvulos.

As cirurgias para cisto no ovário são feitas sob anestesia maior parte, sendo que a mulher pode devolver a casa no dia posterior à laparoscopia, ou até 5 dias no caso da laparotomia. Geralmente, a recuperação da intervenção dói mais na laparotomia que na laparoscopia, porém a dor pode ser controlada com o consumo de medicamentos analgésicos.